Você está aqui > Home > Boa Mãe > Ou isto ou aquilo?

02

jun

2017

Ou isto ou aquilo?

Enquanto escrevia esse post e pensava num título que o nomeasse, me veio à mente esse livro maravilhoso da Cecília Meireles, vocês conhecem?

Se tem uma paixão que cresceu comigo, foi a pelos livros e também pela Cecília. Que poeta! Minha mãe me deu esse livro quando pequena e sempre líamos juntas. Alguns títulos me remetem muito à infância, e esse, com certeza, é um deles!

Vou deixar o link aqui para quem não conhece saber do que se trata. É um pouco antigo, mas bem atemporal. Tenho certeza que os pequenos de vocês amarão também. A leitura é leve, fluída e deliciosa!

Bom, mas o post de hoje não é sobre Cecília, nem sobre os poemas dela. Falarei um pouquinho acerca das construções gramaticais esse x este, disso x disto, isso x isto, nesse x neste. É uma dúvida muito recorrente: quando uso ‘s’ e quando uso ‘t’?

O que a gramática diz?

Os pronomes demonstrativos com S (esse, nesse, isso, disso) são usamos para RETOMAR um termo ou ideia anterior, ou seja, que já foi mencionado.

Como assim? Explico.

Vamos supor que você encontrou sua amiga no mercado. Não se viam há tempo e começaram a falar de quem? Das crianças, é claro, rs! Papo vai, papo vem, você disse:

Menina, você nem imagina! Maria está me dando um baile para comer. Se coloco algo no prato do qual ela não gosta, joga t-u-d-o no chão. ISSO me deixa louca!

Por que usamos “isso” aqui? Porque você já disse o que te deixa louca: o fato da Maria jogar a comida para fora do prato. Logo, você está retomando uma ideia já colocada.

Agora, imaginemos outra situação.

Você e seu marido saem para jantar. Chegam ao restaurante, pedem o cardápio e, quando o garçom se aproxima para anotar o pedido, você diz:

Hmm, ESTE me parece uma boa opção: risoto de camarão!

Percebe a diferença? O pronome foi usado ANTES do termo desejado em si. O “risoto de camarão”, que era ao que você estava se referindo, só aparece no fim da frase. Nesse caso, utilizamos o pronome com a letra T.

Há ainda outro caso em que ocorre a diferenciação do pronome.

Pensemos em mais uma situação. Você e sua amiga se encontram no shopping.

– Amiga! – você diz. Que casaco lindo ESSE que você está usando!

– Obrigada, querida! Comprei ESTA peça na liquidação da Riachuelo – ela responde.  

O pronome com S é para o objeto distante do enunciador (quem fala a frase). Aqui, como a jaqueta não estava no seu corpo, mas sim no da sua amiga, usamos ESSE.

Já o termo com T é usado para o objeto próximo. Ao responder sobre o caso que pertencia a si, a amiga utiliza ESTE.

Para objetos próximos = este, deste, isto, nisto.

Para coisas distantes = esse, desse, isso, nisso.

E por aí vai…

Bom, isso é o que os manuais gramaticais recomendam. Porém, sabemos que a língua coloquial/informal não é bem assim. Muitos professores e gramáticos já consideram correta a utilização do pronome com S em qualquer ocasião, justamente pela palavra com T estar caindo em desuso.

A dica é: em lugares mais formais (como reuniões corporativas, documentos e provas), tente seguir o que a norma culta sugere. No dia a dia, não se prenda tanto às regras. O que vale é entender e se fazer entendido =)

Se ficou alguma dúvida, pode deixar aqui nos comentários que terei o maior prazer em ajudar no que for possível.

Beijos e um ótimo fim de semana! Até a próxima!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *