Você está aqui > Home > Bons Relatos > Iniciação Escolar – Adaptação!

26

jan

2015

Iniciação Escolar – Adaptação!

 

Oi Mamães, para quem me acompanha nas redes sociais, não é novidade que hoje foi o primeiro dia de aula da Valentina, certo?

Essa etapa da vida da minha pequena,tem um significado muito especial para mim. Durante muitos anos (desde os meus 18) trabalhei no universo infantil, alguns desses anos como professora assistente, justamente com essa faixa etária, que é sem dúvida alguma minha favorita.

É também durante esse período, ou a partir dele, que a adaptação escolar merece uma atenção especial, pois diferentemente de quando se é bebê, agora nessa idade a criança já demonstra “sofrimento” na hora da despedida, algumas menos outras mais, tudo vai depender da rotina familiar de cada criança.

A partir de hoje estarei vivendo o outro lado da moeda. Da certeza na voz firme quando costumava falar “Mãe pode ir embora, seu filho ficará bem, pode acreditar!” a voz embargada só em saber que amanhã eu direi “tchau filha, você vai ficar bem, eu volto para te pegar daqui uma hora…”

Mas o que é adaptação afinal?

A adaptação, conhecida como o período de transição entre a escola e a “casa” , é um momento muito importante na vida da criança. Além de ser o primeiro contato da criança com a professora é também, muitas vezes, o primeiro contato com a rotina escolar, sendo, portanto decisiva e determinante em todo o ano letivo.

Durante a adaptação a criança começa a se conectar com a professora e a vida escolar, assimilando que a escola é um bom lugar para frequentar e que ali irá aprender, brincar, fazer novos amigos e se divertir durante o período que ficará na escola.

Para melhor entendimento e vivência da criança na escola, é importante que o tempo de adaptação aconteça de maneira progressiva. Hoje por exemplo, fiquei com a Valentina apenas 20 minutos, dentro da sala de aula, sendo somente Eu, Ela e a professora, ou seja, o primiero contato ocorreu de maneira individual. Com o passar dos dias pequenos grupos vão se formando e, ao final desse período (3 dias no caso da escola da Valentina) todos os alunos estarão inseridos ao grupo. Essa divisão acontece para o bem-estar da própria criança.

Durante os primeiros dias é importante ter `a disposição uma pessoa que tenha vínculo afetivo com a criança (mãe, pai, tia, avó, avô, babá), que servirá como porto-seguro nesse processo de transição. Geralmente as escolas pedem que na primeira semana, o responsável fique na escola, ou nas proximidades, durante o período que a criança ficará na escola.

Lembrando que cada instituição tem seu código de conduta `a adaptação, eu como Psicopedagoga e agora Mãe, acredito que a adaptação depende muito de cada criança, mas  é importante que ocorra de forma progressiva pelo menos durante os dois primeiros dias e que o “porto-seguro” esteja por perto, sob o olhar da criança vez ou outra.

Eu reservei a semana inteira para ficar na escola, considerando que não voltei a trabalhar, e, o fato dela só estar acostumada ficar em casa com minha Tia (que cuida dela desde os 6 meses) e minha Mãe.

Imagino que a despedida, a hora do tchau não será muito agradável, o choro provavelmente acontecerá. Sei que de um “ombro para chorar” eu vou precisar. Na frente dela preciso demonstrar segurança, afinal se ela me ver chorando vou atrapalhar e não ajudar. Por isso amigas e comadres, fiquem perto dos seus celulares essa semana, que talvez eles toquem, precisarei que vocês atendam para de mim cuidar…espero que isso seja somente imaginação, sexta-feira eu volto para contar para vocês como foi a semana. Combinado?

Boa Noite e torçam por Nós (mas por mim na verdade)! Porque ela eu sei, por experiência própria, ficará ótima. Escola só faz bem!

Alguém mais em fase de adaptação escolar?

Deixe aqui como foi seu dia e também as perguntinhas, quando vocês participam ajudam o blog a crescer e aumenta nosso vínculo de comunicação 🙂

7 Comentários

  1. Nossa Elaine,texto lindo,bem assim ne!Sophia começa segunda,dia 02,mas confesso que eu estava muito animada,mas hoje,estou com a voz embargada,parece que ela indo morar em outro País

    1. Oooo minha querida, acontece mesmo, somos tomadas pela emoção quando o assunto são os nossos filhos. Eu estou animada e com voz embargada rs…permita viver sua emoção, mas na frente dela e com ela passe segurança, demonstre que você uma escolha pensando na felicidade dela, pois a escola só traz alegria e ensinamentos para elas. Um beijo e boa sorte, qualquer coisa me escreva. Um beijo

  2. Oi Elaine! Obrigado pelo texto, estava precisando desse apoio mesmo. As aulas do meu filho começam dia 2 e meu coração está apertadinho. Espero não atrapalhar a adaptação dele. Quantos anos tem a Valentina? Beijos

  3. Oi Elaine. Estou vivendo essa fase tb por aqui. Meu filho de 3 anos e 8 meses vai à escola desde os 7 meses, período integral. Porém, esse ano trocamos para uma escola maior e bilíngue. Estamos na 2 semana de adaptação, e ele ainda chora bastante na hora de entrar. Na hora do “adeus”. Coração fica apertado, mas todos os dias tenho retorno da escola que ele está super bem! E, ele me parece muito feliz! Lógico, que me preocupa esse choro na entrada, mas acho que cada criança é uma criança e ele terá o seu tempo. Na sua experiência, alguma dica? Esse choro incontrolável na entrada é normal, mesmo após quase 2 semanas? Obrigada!

  4. Aqui seguimos na adaptação, minha filha ainda chora muito se agarra e é como se eu fosse a pior mãe do mundo quando a deixo.
    Queria mais dicas, de como conversar com eles além de encorajar.
    Respostas para algumas afirmações:
    Não quero ir pra escola !
    Mamãe quero ficar com você!
    É pior ainda, quando vem um “pufavor” depois dessas frases que mensionei!
    Eu me faço forte fico um pouco dentro da sala e saio sem que ela me veja, mas não sei se isso pode ser bom ou ruim…

  5. Estou na segunda semana de aula, e meu filho de 2 anos e 2 meses ainda nao se adaptou. Ele chora ao entrar na escola, só fica pedindo para sair. E percebi que ele começou a ter um comportamento agressivo que nao tinha antes. Nao sei como proceder…

  6. Nossa eu estou nesse “drama”. Terceira semana (com um intervalo de 4 dias sem ir por conta de uma inflamação na garganta) e minha menina parece que não progride. Tem 3 anos e 3 meses e até então só havia ficado com a avó por um período que trabalhei fora, No restante trabalhei por conta e fiquei com ela 100% da vidinha dela. Ela chora muito. Já acorda dizendo que não quer. Faz de tudo pra não sair de casa. Sei que ela gosta muito da prof, mas não interage com os coleguinhas, não participa das brincadeiras, fica num cantinho olhando. Sempre grudada na prof. Daí qdo busco, ela diz que não brincou pq estava triste que queria estar comigo.
    Ela tem ficado poucas horas apenas.
    Meu coração dói de culpa.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *