Você está aqui > Home > Bons Looks > Consultoria de Estilo Pessoal: como funcionou com a Lê?

23

set

2016

Consultoria de Estilo Pessoal: como funcionou com a Lê?

Percebemos que muitas leitoras têm dúvidas sobre o que é e como funciona o trabalho de Consultoria de Estilo Pessoal, por isso o post de hoje é para tentar explicar um pouquinho sobre esse mundo, rs.

Há quase quatro anos, a Lê me procurou para trabalharmos no despertar do visual dela.
Ela passou por uma transição importante na vida – casou-se, não era mais uma menina, havia se tornado mulher! E seu jeito de se vestir deveria representar esse amadurecimento pessoal.

É importante destacar que a Consultoria de Estilo Pessoal é um trabalho realizado em dupla. A cliente não é apenas uma coadjuvante! Sua participação e envolvimento são partes fundamentais nesse processo.

elaine-violini-looks

A primeira parte é avaliar os desejos e necessidades da cliente. Através de um questionário de estilo e referências de imagem, buscamos conhecer e entender quais características faziam parte de quem a Lê era enquanto indivíduo, e como ela queria reproduzi-las em seu jeito de vestir. Ainda na parte investigativa do trabalho, fizemos a análise de tipo físico e cores da Lê. Com base no seu tipo físico estabelecemos metas visuais para utilizarmos de truques de ilusão de ótica para valorizar seus pontos fortes e disfarçar o que pessoalmente não lhe agradava.

E eis que, durante esse processo, ela descobriu que estava grávida! Seguimos com o processo, mas agora com um plus: além do desabrochar da mulher, tinha também a nova Elaine Mãe.

Fiz um mural de inspirações com imagens e textos que ilustravam a proposta de identidade visual.
Ali, conceitos como feminilidade, sensualidade, perfeccionismo, sensibilidade e autenticidade estavam extremamente presentes! E eram fundamentais serem refletidos na maneira com que a Lê iria se vestir dali por diante.

A segunda fase é a revitalização do guarda-roupa: sugeri que ela tirasse peças que já não representavam esse novo momento de vida, que não valorizavam seu tipo físico e sua coloração pessoal. Como a Lê estava grávida, a ideia era investir apenas em peças-chave para a gravidez – camisetinhas longas, vestidos de malha, calça jeans e shorts para gestante – e reaproveitar o que ela tinha no guarda-roupa de um jeito mais adulto e atual.

Dicas para as gravidinhas: camisas viraram terceiras peças sobrepostas à camisetinhas, saias longas se transforma em vestidinhos e são adaptadas para o final da gestação e os acessórios podem ser/são os grandes protagonistas de suas produções.

Depois da chegada da Valen, o blog nasceu e com ele a vontade de mostrar para o mundo que a gente pode sim ser mãe e continuar a se cuidar e se amar, sem culpa! Se cuidar e estar bem – não só no vestir – faz bem pra alma! E quem está bem só pode fazer o bem!

Ops, outro momento mega importante: baby Luigi a caminho!

De novo, fizemos o máximo para aproveitar as peças que a Lê tinha no guarda-roupa, investindo apenas em itens que fizessem diferença no visual. Quem lembra do coletão laranja?!

elaine-gravida

Hoje, mamãe de dois, a Lê cada vez mais busca incorporar praticidade no vestir, sem perder a alegria, paixão por moda, feminilidade e autenticidade que tanto a definem!

Importante lembrar que o processo de Consultoria é super individual e também um processo de autoconhecimento e fortalecimento da autoestima – não é só questão de roupas. Espero que tenham gostado, e, qualquer coisa, vocês já sabem onde me achar!

Beijos

2 Comentários

  1. Parabéns pela postagem!
    Ficou nítido que cada momento é único, porém, uma personalidade e estilo bem definidos é o que dita como será o momento, não apenas nas roupas, mas nos sentimentos de quem a está vestindo.
    Parabéns Rachel, e parabéns Elaine.
    Beijos

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *